Apresentação

 
A Trapiá Filmes nasceu com a intenção de produzir curtas metragens de ficção e documentários, em que o sertão seja o espaço em que ocorrem as narrativas. Roteiros originais e adaptados são discutidos coletivamente entre a equipe da Trapiá Cia Teatral, núcleo que constituirá a coluna dorsal das produções. Para ampliar os diálogos com linguagens e estéticas relativas ao audiovisual, profissionais são convidados na medida que a produção necessite de novos e distintos olhares.

O primeiro curta metragem produzido pelo coletivo em parceria com a Referência Comunicação, foi “P’s” em 2018 e que já venceu importantes prêmios e participou de 12 festivais de cinema no Brasil e exterior.

Em 2021 a Trapiá Filmes estreou seu novo trabalho, FOLE, inspirado no conto homônimo de Wescley J. Gama e que foi financiando pela Lei Aldir Blanc da Fundação José Augusto/Governo Federal. Participou de 08 festivais de curta-metragem e recebeu importantes prêmios.

Em 2022 foi a vez da estreia do documentário média-metragem “Dona Dadi, a calungueira do Sertão” financiado pelo Edital Nº 004/2021 – PROJETO POTI-CULTURAL SESC 2021 – linha “FomentoAudiovisual” – SESC AR/RN.